Saque Aniversário do FGTS impede saque na demissão; Entenda!

O trabalhador que escolher pelo modo só poderá voltar atrás após dois anos e perderá o direito ao saque na demissão sem justa causa.

Entre as novas regras para liberação de dinheiro de contas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), o governo divulgou a opção para “ Saque Aniversário”. O trabalhador poderá migrar para a nova opção a partir de 2020. Porém, cuidado, todos que escolherem pelo modo terão que esperar até dois anos para desfazer a mudança.
Entretanto, para quem migrar para o Saque Aniversário, o governo garantiu que não haverá alteração relacionada à multa de 40% em caso de demissão sem justa causa.Contudo, é necessário ter cautela, pois ao migrar para o novo modelo, o trabalhador perderá o direito ao saque na demissão sem justa causa. Veja como vai funcionar.
Como vai funcionar o Saque Aniversário?
O trabalhador terá autonomia para optar em sacar anualmente um percentual do FGTS no mês de seu aniversário, porém não poderá mais sacá-lo no caso de rescisão do contrato de trabalho. Para quem tiver interesse a adesão, vale ressaltar que não é obrigatória, é necessário informar à Caixa Econômica Federal a partir de outubro de 2020.
Ademais, todas as demais hipóteses de saque existentes atualmente, como na aquisição da casa própria, em caso de doenças e de desemprego por até três anos, ainda continuam existindo.
Datas de saque
O cronograma para o Saque Aniversário do FGTS em 2020 ainda será posteriormente divulgado pela Caixa. A partir de 2021, os saques poderão ser feitos desde o primeiro dia útil do mês de aniversário do cotista. Os recursos ficarão disponíveis por três meses.
Além disso, em relação ao FGTS inativo, caso em que o trabalhador precisaria aguardar pelo menos 3 anos com a conta parada para poder sacar seu FGTS, no novo modo é possível sacar os recursos ao longo dos anos.No entanto, se o trabalhador não sacar o dinheiro, ele continuará na conta do FGTS.
Ainda, na modalidade do Saque Aniversário, os cotistas com maior saldo vão poder sacar todos os anos percentuais maiores. Os limites terão um escalonamento semelhante ao que ocorre no Imposto de Renda. Ou seja, com um acréscimo de parcelas sobre o saldo que exceder a faixa de valor anterior.
Confira os limites de saque de acordo com o saldo que você tem na conta:
Saldo de até R$ 500: saque de 50%;
Saldo entre R$ 500 e R$ 1.000: saque de 40% + R$ 50;
Saldo entre R$ 1.000 e R$ 5.000: saque de 30% + R$ 150;
Saldo entre R$ 5.000 e R$ 10.000: saque de 20% + R$ 650;
Saldo entre R$ 10.000 e R$ 15.000: saque de 15% + R$ 1.150;
Saldo entre R$ 15.000 e R$ 20.000: saque de 10% + R$ 1.900;
Saldo acima de R$ 20.000: saque de 5% + R$ 2.900.
Empréstimo pessoal
Uma outra possibilidade, é que os cotistas optantes pelo Saque Aniversário utilizem os recursos do FGTS como garantia para empréstimo pessoal. Neste caso, funcionará de maneira semelhante à antecipação do Imposto de Renda. Ou seja, é possível sacar antecipadamente como um empréstimo pessoal. As parcelas serão descontadas da conta do trabalhador no momento da liberação do FGTS na data prevista.
Quem optar pelo Saque Aniversário, perderá o direito de sacar os recursos no caso de demissão sem justa causa. Entretanto, será uma maneira de utilizar o saldo ao longo do tempo, antes que ele seja absorvido pela inflação. Mesmo que o governo tenha prometido o dobro da remuneração, o trabalhor com a escolha pode perder investimentos mais rentáveis como Fundos de Renda Fixa, por exemplo.
Dessa forma, você precisa pensar muito bem antes de decidir em optar pelo novo modelo. Se você é um trabalhador de carteira assinada, com contrato de trabalho ativo, e enfrenta a insegurança da possibilidade de uma eventual demissão, é melhor não optar pelo Saque Aniversário. Isso porque o FGTS serve como uma garantia para protegê-lo em momentos difíceis.

Por Amanda França.

Comerciários elegem Chapa 1 para o comando do Sindicato

Duas chapas concorreram à disputa. Apuração foi concluída durante a madrugada.

Os trabalhadores do comércio de Criciúma e região elegeram nesta quarta-feira, dia 24, a nova diretoria da entidade. A eleição teve duas chapas concorrentes e as 10 urnas ficaram disponíveis na sede do sindicato e, de forma itinerante, em diversos estabelecimentos do setor. A chapa 01 somou 402 votos contra 140 da chapa 02. Ainda foram registrados 03 votos brancos e 05 nulos.

A nova diretoria assume a entidade em 11 de janeiro de 2019. A equipe, que tem à frente Manoel Domingos no cargo de presidente, é composta por trabalhadores de diversas categorias abrangidas pelo sindicato como lotéricos e trabalhadores de concessionarias, por exemplo. Gelson Gonçalves, atual presidente da categoria, ocupará o cargo de secretário.

Reajuste de 2018 ainda incerto

Além da eleição, outro assunto muito discutido entre a categoria nos últimos meses, é o reajuste salarial de 2018. O acordo ainda não foi firmado com o sindicato patronal. “Pedimos 2,5% de reajuste para que os trabalhadores tenham pelo menos 1% de ganho real. Além disso, seguimos discutindo as homologações das rescisões e o pagamento em feriados para trabalhadores dos supermercados”, comenta o presidente Gelson Gonçalves.

Sindicato lança condomínio em parceria com a Sônego Construções

Residencial Lavoro tem localização estratégica e financiamento pelo programa Minha Casa, Minha Vida

O Sindicato dos Comerciários de Criciúma e Região e a Sônego Construções lançam um empreendimento imobiliário. O Residencial Lavoro fica localizado no bairro Ana Maria, na grande Próspera, com acesso fácil à Via Rápida e financiamento pelo programa Minha Casa Minha Vida.

Ao todo, serão 128 apartamentos divididos em oito blocos e as unidades estão sendo comercializadas a partir de R$ 99.900 (apartamento de um quarto) e entre R$ 122 mil e R$ 127 mil (apartamentos de dois quartos).

O empreendimento está, atualmente, na fase de fundação e o prazo de entrega é outubro de 2021. Não há valor mínimo estabelecido para entrada. Interessados na compra podem entrar em contato com o Sindicato dos Comerciários pelo telefone 3433-3327, 3443-5207 ou 99924-8894.

Saiba mais sobre o empreendimento

Apartamentos de 1 quarto com 42,68 m²

Apartamentos de 2 quartos de 52,13 m² e 53,72 m²

Uma vaga de garagem descoberta

Churrasqueiras individuais a carvão

Medidores individuais de água  e energia

Salão de festas com área para espaço gourmet

Playground

Área verde com aproximadamente 500 m²

Pergolados

Espaço Pet

Espaços de leitura

Horta orgânica (pequeno espaço com temperos)

Coletores seletivos de reciclagem

Acesso fácil para a Via Rápida

Veja detalhes do Lavoro aqui

Contábeis têm convenção firmada

Documento assinado nos últimos dias tem validade até abril de 2019.

Trabalhadores de empresas contábeis, de Assessoramento, Perícia, Informação e Pesquisa, com abrangência territorial em Cocal Do Sul, Criciúma, Forquilhinha, Içara, Morro Da Fumaça, Nova Veneza, Siderópolis, Treviso e Urussanga tiveram firmada Convenção Coletiva de Trabalho 2018/2019. O documento já foi assinado e tem validade até 30 de abril do próximo ano.

Conforme o acordo, o reajuste salarial foi de 2,5% e assim, o piso da categoria ficou fixado em R$ 1395,00. Como a data-base da categoria é o mês de maio, o valor do reajuste entre os meses de maio e agosto será quitado em parcela única até o quinto dia útil do mês de setembro de 2018.

No acordo, ficou definido também que quando o contrato de trabalho for rescindido, obrigatoriamente essa rescisão será feita no Sindicato dos Comerciários, entidade que representa o trabalhador.

Acesse aqui a convenção

Comerciários assinam Convenção Coletiva

Documento determina o reajuste salarial referente ao ano de 2017

Foi assinada ontem e protocolada no Ministério do Trabalho na manhã desta sexta-feira, dia 20, a Convenção Coletiva de Trabalho entre o Sindicato dos Comerciários de Criciúma e Região e o Sindicato do Comércio Varejista de Criciúma. O documento determina o pagamento do reajuste salarial aos trabalhadores a partir de maio se 2017.

Conforme o acordo, o reajuste será de 4,22% e o piso salarial da categoria passa a ser R$ 1.270,00. Empacotadores, embaladores a mão e office-boy têm o piso fixado em R$ 1.150,00. Os trabalhadores receberão a diferença dos últimos meses na folha de pagamento de abril, que deve ser quitada até o 5° dia útil do mês de maio.

Os trabalhadores que foram desligados de maio de 2017 até a assinatura da convenção também receberão a diferença de valores. O pagamento poderá ser feito até o próximo dia 15.

Feriados e vale-compras

O acordo entre os sindicatos ainda estabeleceu que os comerciários que trabalharem em feriados receberão um bônus na forma de vale compras ou em dinheiro e também um dia de folga. Durante os últimos onze meses, o bônus também foi pleiteado pelo sindicato laboral para os trabalhadores de supermercados, mas as empresas do ramo não aceitaram o pedido. Sendo assim, os colaboradores de supermercados e estabelecimentos que tenham a alimentação como atividade-fim, têm direito ao dia de folga. O valor em dinheiro ou em vale-compras, no entanto, fica facultativo a empresa.

O valor do vale-compras será de R$ 42 reais para atividades até quatro horas e de R$ 84 reais caso o trabalho ultrapasse este período. Já o dia de folga deve ser usufruído pelo trabalhador em até 30 dias após o feriado.

Segundo o presidente, a demora na assinatura do acordo reflete o momento critico em que as entidades que representam a classe trabalhadora têm enfrentado. “Este acordo foi o mais difícil da historia do sindicato. Jamais havíamos virado um ano sem fechar a convenção. Fizemos de tudo na tentativa de manter os direitos do comerciário e da comerciária, mas infelizmente não conseguimos tudo o que esperávamos. Agora, vamos iniciar as discussões para a convenção deste ano”, avalia.

Acesse a convenção aqui.

1 2